Hiperbárica Natal

Osteomielite é um processo infeccioso envolvendo os ossos ou a medula óssea, podendo ser diagnosticado após traumas ou cirurgias ortopédicas. Mais frequentemente estão relacionadas a contaminação no momento do trauma ou da cirurgia, associando-se a fatores locais (formação de biofilme – uma “capa” produzida pela bactéria para se proteger) ou sistêmicos (diabetes, doenças da imunidade e da circulação), que interferem com a capacidade do organismo de combater a infecção.

As bactérias mais envolvidas neste tipo de infecção são os Staphilococcus e as Pseudomonas.

Pode ser observado mais precocemente, poucos dias após o trauma ou procedimento, ou de maneira mais tardia, meses ou até mesmo anos depois. Habitualmente observamos surgimento de uma ferida que elimina material purulento e eventualmente fragmentos de osso desvitalizado, com dor no local, associada ou não a sinais inflamatórios (calor, edema). Pode haver uma regressão dos sintomas com nova recidiva, tornando-se crônica.

O osso é um tecido vivo que é mantido constantemente com baixa concentração de oxigênio local, sendo um dos importantes fatores na dificuldade que o organismo tem de combater a infecção. A oxigenoterapia hiperbárica permite uma melhora na oxigenação local com incremento na resposta dos mecanismos imunológicos envolvidos, além de permitir uma melhor distribuição dos antibióticos nos locais da infecção; também deve fazer parte do tratamento a retirada do osso desvitalizado (sequestro ósseo), e o uso de antibióticos que deve ser prolongado (semanas a meses).

http://cdn.intechopen.com/pdfs/33425.pdf