Hiperbárica Natal
  • O que é Oxigenoterapia Hiperbárica (OHB)?

    Oxigenoterapia Hiperbárica é um tratamento onde o paciente respira oxigênio a 100% sob pressão acima da atmosférica (entre 2,0 e 3,0 atmosferas absolutas) dentro de um equipamento especial chamado de câmara hiperbárica.

  • O que é câmara hiperbárica?

    A câmara hiperbárica é um equipamento especial, completamente rígido e perfeitamente vedado que permite a pressurização interna da ordem de 2 a 3 atmosferas. As sessões ocorrem dentro da câmara. Qualquer outra forma de administrar oxigênio, que não seja através desse equipamento, não é oxigenoterapia hiperbárica. Em caso de dúvida, consulte-nos.

  • Como funciona a Oxigenoterapia Hiperbárica?

    A Oxigenoterapia Hiperbárica aumenta o conteúdo de oxigênio transportado pelo sangue, especificamente, pelo plasma. Sob alta pressão, o oxigênio se comporta como um medicamento, apresentando efeitos terapêuticos específicos: provê oxigênio aos tecidos do corpo que estejam em sofrimento; combate infecções; melhora o efeito dos antibióticos; acelera o processo de cicatrização de feridas; reverte a ação de toxinas biológicas, reduz inchaços patológicos (edemas).

    Alguns dos vários mecanismos de ação da Oxigenoterapia Hiperbárica são:

    Hiperoxigenação: Aumento do oxigênio dissolvido no sangue.

    Vasoconstrição: Reduzindo o inchaço patológico, chamado de edema.

    Redução no tamanho das bolhas: Em determinadas doenças, bolhas gasosas formam-se no corpo. O efeito da pressão da Oxigenoterapia Hiperbárica reduz estas bolhas e o oxigênio as dissolve.

    Efeito Antimicrobiano: A Oxigenoterapia Hiperbárica age contra bactérias e suas toxinas e também potencializa os efeitos de antibióticos.

    Neovascularização: A Oxigenoterapia Hiperbárica acelera a criação de novos vasos em áreas com cicatrização afetada, estimulando células importantes da regeneração chamadas de fibroblastos.

  • Quanto tempo dura uma sessão de Oxigenoterapia Hiperbárica?

    Em nossa clínica disposmos de câmaras monopaciente. Nelas, o paciente simplesmente respira o oxigênio pressurizado da câmara, sem nenhuma dificuldade. Em câmaras multipaciente, é necessário o uso de máscaras ou capuzes especiais para administração do oxigênio. Dessa forma, o oxigênio alcança altas concentrações no corpo e pode exercer seus efeitos terapêuticos.

  • Como o oxigênio entra no meu corpo?

    Em nossa clínica disposmos de câmaras monopaciente. Nelas, o paciente simplesmente respira o oxigênio pressurizado da câmara, sem nenhuma dificuldade. Em câmaras multipaciente, é necessário o uso de máscaras ou capuzes especiais para administração do oxigênio. Dessa forma, o oxigênio alcança altas concentrações no corpo e pode exercer seus efeitos terapêuticos.

  • Qual a freqüência das sessões de tratamento hiperbárico?

    A rotina envolve de 5 a 6 sessões por semana (1 sessão por dia). Casos selecionados (graves e agudos) podem exigir sessões diárias adicionais (2 a 3 sessões diárias) por curtos intervalos de tempo.

  • Se não tiver tempo, posso fazer 3 ou 4 sessões por semana?

    Em hipótese alguma o paciente deve faltar ou diminuir o número de sessões prescritas. O resultado poderá ser comprometido com prejuízo para o paciente. Algumas situações permitem o tratamento em dias alternados.

  • Quantas sessões de Oxigenoterapia Hiperbárica terei de fazer?

    Isso dependerá do seu caso e de outros fatores que serão analisados pelo médico hiperbarista. Em média, doenças crônicas podem exigir 30 a 40 sessões e doenças agudas 10 a 20 sessões. Em algumas situações, podem ser necessárias várias sessões, acima dos números especificados.

  • Meu plano cobre este tipo de tratamento?

    A partir de 11/01/10, a OHB entrou para o Rol de Procedimentos da Agência Nacional de Saúde (ANS), passando a ter cobertura obrigatória pelos planos de saúde comercializados a partir da vigência da Lei nº 9.656/98. Consulte-nos para saber se seu plano de saúde já se encontra credenciado em nosso serviço.

  • A Oxigenoterapia Hiperbárica é oferecida pelo SUS?

    Ainda não. No entanto, a Sociedade Brasileira de Medicina Hiperbárica encontra-se empenhada, junto aos orgãos governamentais competentes, no sentido de viabilizar a OHB para os pacientes do SUS.

  • Quais são as contra-indicações para Oxigenoterapia Hiperbárica?

    Isso será discutido entre seu médico e o médico hiperbarista. Contra-indicações absolutas impedem o tratamento: pneumotórax não tratado.

    Contra-indicações relativas precisam ser discutidas caso-a-caso e não impedem as sessões de Oxigenoterapia Hiperbárica: gravidez, infecções de vias aéreas (resfriados e sinusites), asma brônquica, bronquites, claustrofobia, pneumotórax espontâneo, cirurgia torácica prévia ou do aparelho auditivo e lesões pulmonares achadas em exames de imagem (radiografias, tomografia computadorizada ou ressonância magnética) e uso de medicamentos para tratamento de câncer (“quimioterápicos” como a Doxorubicina) ou para Queimados (Mafenide).

  • Quais são os efeitos colaterais da Oxigenoterapia Hiperbárica?

    A queixa mais frequente durante as sessões é uma sensação de ouvido tampado, desconforto ou dor no ouvido (como ocorre em em aviões comerciais ou quando se muda de altitude muito rápido, como quando descemos uma serra em alta velocidade). Manobras serão ensinadas por nossa equipe para que voce possa resolver essa situação sem dificuldades. Avisar caso sinta qualquer desconforto evita lesões.

    Como todo tratamento médico, há outros efeitos colaterais e complicações que, embora raros, podem ocorrer. Todos os detalhes serão explicados pelo médico hiperbarista, no início de seu tratamento.

  • Há orientações e cuidados a serem seguidos antes das sessões de Oxigenoterapia Hiperbárica?

    As recomendações são simples e devem ser respeitadas rigorosamente. Todas elas serão ensinadas a voce antes do início do tratamento.

  • A Oxigenoterapia Hiperbárica substituirá o tratamento que venho fazendo com meu médico?

    Não. A Oxigenoterapia Hiperbárica é tratamento de primeira linha para apenas algumas poucas indicações. Para as demais situações em que seu uso é indicado, ela funciona como tratamento adjuvante (auxiliar), melhorando e acelerando a resposta dos tratamentos tradicionais. Uso de antibióticos, curativos e cirurgia continuam sendo os tratamentos padrão e não são substituídos pelo tratamento hiperbárico.

  • Preciso retirar meu curativo antes da sessão de Oxigenoterapia Hiperbárica?

    O curativo só será retirado caso contenha alguma substância que não possa entrar na câmara hiperbárica. Isso será avaliado por nossa equipe.

  • Há medicamentos ou alimentos que devem ser evitados?

    Apesar de não ser um consenso pedimos evitar bebidas com cafeína: café, refrigerantes a base de Cola, chá, mate, etc.

    De preferência não fumar durante o tratamento. Não fumar 1 hora antes das sessões até 1 hora após o seu término. O cigarro causa danos vasculares e prejudica seu processo de recuperação. Encorajamos fortemente abandonar o fumo de modo definitivo. Uso atual ou passado de quimioterápicos para câncer e medicamentos para grandes queimados deverão ser notificados.

  • Faço uso de medicamentos venosos. Como irei receber meus medicamentos durante a sessão de Oxigenoterapia Hiperbárica?

    As sessões duram em média 90 minutos e o medicamento poderá ser tomado logo antes ou após a sessão. Possuímos estratégias para não suspender o uso de sua medicação e isso será avaliado por nossa equipe.

  • Tenho que me internar para submeter-me à Oxigenoterapia Hiperbárica?

    Não. As sessões são ambulatoriais, ou seja, o paciente vem de sua casa para as sessões, retornando logo em seguida as suas atividades normais. Caso esteja internado, o paciente que termina a sessão voltará para seu leito.

  • É necessário jejum antes das sessões de Oxigenoterapia Hiperbárica?

    Não. Você deverá se alimentar normalmente antes da sessão. Evite excessos. Alimente-se como de hábito.

  • Preciso fazer algum exame antes de iniciar o tratamento hiperbárico?

    Em casos selecionados, podemos investigar algumas condições que podem contra-indicar o tratamento hiperbárico no seu caso. Uma consulta ao médico hiperbarista é fundamental para isso. Ele pode solicitar ainda a avaliação de um médico de outra especialidade antes de iniciar seu tratamento.

  • Sou hipertenso. Posso fazer Oxigenoterapia Hiperbárica?

    Sim. Desde que esteja tomando seus medicamentos e com a pressão arterial controlada, não há contra-indicações.

  • Li que na Oxigenoterapia Hiperbárica estimula as células de cicatrização. A OHB causa câncer ou pode espalhar o câncer no meu organismo?

    Não. Há material científico suficiente na literatura médica comprovando que a Oxigenoterapia Hiperbárica não causa, nem estimula qualquer tipo de tumor.

  • O que eu sentirei durante a sessão de Oxigenoterapia Hiperbárica?

    O relato mais comum de pacientes é a sensação de descer ou subir uma serra, sentindo zumbidos, estalidos ou pressão nos ouvidos. Na fase inicial da sessão pode se sentir um ligeiro aquecimento da câmara.

    Na fase final pode se sentir um resfriamento da câmara. Fora isso, qualquer sensação diferente do seu normal, deverá ser avisada imediatamente a nossa equipe.

  • Não suporto elevadores ou lugares fechados. Como farei para ficar dentro da câmara hiperbárica?

    Essa sensação chama-se CLAUSTROFOBIA. Há diferentes graus de claustrofobia. Essa sensação não deve desencorajá-lo a fazer o tratamento hiperbárico. Você nunca ficará sozinho durante o tratamento.

    A câmara é um ambiente restrito mas não apertado e possui janelas amplas, sistema de som e de entretenimento. Medicamentos podem ser oferecidos para aliviar estes sintomas. Há várias estratégias que usamos com sucesso em pacientes claustrofóbicos e que conseguem concluir seus tratamentos sem dificuldades. Nossa equipe esta preparada para lidar com esta situações.

  • O que posso fazer durante as sessões de Oxigenoterapia Hiperbárica?

    Nosso equipamento possui um sistema de vídeo onde o paciente poderá assistir televisão (a cabo ou TV aberta), assistir filmes, ouvir músicas ou mesmo dormir durante a sessão.

  • O que pode ser feito caso eu me sinta mal dentro da câmara durante o tratamento?

    A sessão é finalizada rapidamente para que possamos atendê-lo.

  • Posso voltar para casa dirigindo após uma sessão de Oxigenoterapia Hiperbárica?

    O paciente que termina a sessão poderá fazer suas atividades normais no entanto, orientamos que venha acompanhado por um adulto responsável.

  • Após minha alta do tratamento pela Oxigenoterapia Hiperbárica, minha doença poderá voltar?

    Sim. É preciso estar claro que a Oxigenoterapia Hiperbárica trata tecidos em sofrimento, ou seja, tecidos que não estão recebendo suporte suficiente de oxigênio para manter seu funcionamento normal. Se o paciente não tomar o cuidados prescritos pelo seu médico assistente para controlar a doença, todas as complicações podem voltar.

  • Li que a Oxigenoterapia Hiperbárica trata a celulite, um problema que me incomoda muito e me deixa envergonhada. Posso resolver esse problema com a Oxigenoterapia Hiperbárica?

    Não. Apesar do mesmo nome, a Celulite tratada pela Oxigenoterapia Hiperbárica é uma infecção grave de partes moles do corpo, apresentando risco a vida, levando a necrose dos tecidos do corpo.

    Não se deve confundir a celulite localizada na coxa ou abdome, mais frequente em mulheres e que, apesar de esteticamente indesejável, não oferece risco à vida.

  • Há quanto tempo existe a Medicina Hiperbárica?

    A Oxigenoterapia Hiperbárica é usada clinicamente desde os anos 50 em sua forma moderna, ou seja, utilizando oxigênio puro.

  • Que países usam a Oxigenoterapia Hiperbárica como forma de tratamento?

    A Oxigenoterapia Hiperbárica é usada em países como Estados Unidos, Canadá, Alemanha, Espanha, Inglaterra, Itália, França, Rússia, Japão, China, Coréia do Sul, Austrália, Cuba, México, Argentina e muitos outros.

  • A Oxigenoterapia Hiperbárica é reconhecida no Brasil?

    Sim. A Oxigenoterapia Hiperbárica é reconhecida e regulamentada pelo Conselho Federal de Medicina desde 1995 (Resolução nº 1.457/95).

  • A Oxigenoterapia Hiperbárica cura câncer ou AIDS?

    Não. Os princípios de tratamento pela Oxigenoterapia Hiperbárica não incluem o câncer, nem AIDS. Simplesmente pelo fato de que a Oxigenoterapia Hiperbárica não interfere no mecanismo de ação destas doenças.